Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Serreta - Angra do Heroísmo

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! 09/04/2004. Terceira - Açores

Serreta - Angra do Heroísmo

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! 09/04/2004. Terceira - Açores

01
Ago08

Serreta (no desfile etnográfico das Sanjoaninas 2008)

Azoriana

Pela Rua da Sé, pelas Sanjoaninas 2008, um grupo de serretenses desfilou simbolizando a romaria à Senhora dos Milagres.

Abaixo apresento a transcrição do panfleto que descrevia a freguesia:

 

Serreta

 

A vinte kilómetros da cidade, e na ponta mais ocidental da ilha, está a freguesia de Nossa Senhora dos Milagres, conhecida também pleo nome de Serreta.

É de todas as freguesias da Ilha a que está a maior altura acima do nível do mar, não deixando de ser das mais húmidas, devido à pequena serra que lhe fica sobranceira, e onde se acumulam densos nevoeiros.

Sem documentos credíveis até uma certa data, onde se possa estudar a sua verdadeira origem, temos que nos basear na lenda do velho padre, que nos finais do século XVI, se embrenhara pelos matos à procura dum lugar perfeitamente isolado, onde sem ouvir vozes dos seus semelhantes, pudesse dirigir a Deus as suas preces. Com muito trabalho, demarcou o velho padre o lugar da Serreta e edificou uma tosca e pequena ermida onde colocou a imagem da virgem, que consigo levara. Em pouco tempo toda a ilha conhecia as virtudes do piedoso sacerdote, começando o povo a acorrer em grandes romarias não só com o sentido religioso, mas tambem para admirarem as virtudes e santidade do próprio velhinho. Anos depois da sua morte, por ordem do prelado a imagem foi transportada para a igreja das Doze Ribeiras e pouco a pouco foi o povo esquecendo-se dos milagres da virgem, até acabaram de vez as romarias.

Depois de várias tentativas para construir uma nova igreja só em 1842, a 10 de Setembro a imagem de Nossa Senhora dos Milagres entrava com toda a solenidade na sua igreja.

Foi então criado o curato da Serreta, passando a paróquia independente 19 anos mais tarde, 24 de Dezembro de 1861.

Esta freguesia é atravessada por 4 ribeiras. Ribeira das Catorze, Ribeira do Gato, Ribeira das Lapas e Ribeira de Além.

A sua mata e o pico, com a sua praça de toiros de quatro cantos no sopé, são os pontos altos das suas festas em honra da sua padroeira.

O farol na Ponta do Queimado é um precioso auxiliar à navegação que abunda na sua costa.

Esta freguesia torna-se notável pela romaria que todos os anos faz o povo terceirense no mês de Setembro, e pela existência de uma fonte de água mineral a que dão o nome de água azeda.

É a romaria à senhora dos milagres que trazem até à cidade que comemora os seus 25 anos de património da Unesco.

 

Mais informação sobre a freguesia da Serreta está disponível pela internet, nomeadamente na página, a título pessoal sem fins lucrativos, de que sou autora.

 

 

Antiga igreja no lado de baixo da actual

 

Igreja nova
Actual Santuário de Nossa Senhora dos Milagres

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

in DI Domingo. Foto de António Araújo

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

imagem do cabeçalho editada por DJDiniz

Livro de visitas
Guestbook

ir para / go to:

nota de abertura

Neste espaço residem pequenos fragmentos da alma serretense.
Um residente classificou-a como sendo fresca no clima e quente na hospitalidade. É, sem dúvida, uma freguesia fresca, pequena mas com uma grande alma.

É um "Cantinho do Céu", como a autora lhe chamou num dos seus artigos, já publicados no blog original "Azoriana / Açoriana".
Sob o pseudónimo de Cidália Miravento e na capa de "Azoriana", Rosa Silva vai reunindo coisas suas e de outros no intuito de divulgar a freguesia que lhe deu berço - SERRETA.

Bem-vindo à Serreta, a freguesia de Nossa Senhora dos Milagres, do concelho de Angra do Heroísmo, ilha Terceira - Açores.

Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

selo

Azoriana/Açoriana (II)
Azoriana/Açoriana (II)
@ 2006 - Código

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)