Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Serreta - Angra do Heroísmo

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! 09/04/2004. Terceira - Açores

Serreta - Angra do Heroísmo

Os escritos são laços que nos unem, na simplicidade do sonho... São momentos! 09/04/2004. Terceira - Açores

16
Set13

Festa da SERRETA 2013 - Bodo de Leite

Azoriana

Histórico - "Vinde Espírito Santo" - 10-09-2013

 

É uma festa tão bonita,
Para aquele que acredita
No (1) Divino Espírito Santo:
Vinho e pão p’ra toda a gente
Na partilha consciente
Da Trindade e seu encanto.

 

Um altar ornamentado
Luz e flores por todo o lado
Numa alvura de pasmar
É o começo da festa
Um simbolismo que presta
Uma oração a dobrar.

 

Quem reza (2) o terço a cantar
Sabe que está a rezar
Com dobro de intensidade
Os Mistérios do Divino
Coroados pelo Hino
Honram a Santíssima Trindade.

 

E não vamos esquecer
As rodas que vimos fazer
Com folia no passado
Raparigas e rapazes
Sempre foram os audazes
Do lenço no chão deixado.

 

As cantigas entoadas
Por garridas gargalhadas
Animavam a freguesia,
Era um brinde à amizade
E por causa da Trindade
Tanto namoro se fazia.

No fim do terço a preceito
Havia sempre a jeito,
Geralmente à quarta-feira,
As merendeiras pequeninas
De doçura eram finas
Davam mote à brincadeira.

 

Na quinta se enfeita o gado
Num bezerro simbolizado
Para seguir na (3) Briança
Toda a gente abre a porta
E a quadra se recorta
No meio da maior festança.

 

Pão, queijo, favas escoadas,
Vinho de cheiro e gaitadas
Recheiam nosso improviso;
Cantadores e tocadores
Juntam-se também aos licores
Que fazem perder o juízo.

 

Os marchantes vêm então
São os homens da função
Que das carnes vão tratar:
Cabeça, lombo e traseira,
Benzidos de igual maneira,
Por suas mãos vão passar.

 

Esmolas, alcatra e cozido
Previamente tudo benzido
Com o cetro da Coroa:
Na mesa da refeição
A Coroa tem distinção
E a todos abençoa.

 

Histórico - "Vinde Espírito Santo" - 10-09-2013 (continuação)

 

Antes disto acontecer
A (4) Coroação vai-se fazer
Em cortejo pró Santuário
As Coroas junto ao altar
Lindas, alvas a honrar
O Deus vivo no Sacrário.

 

O padre benze e coroa
A criança que ecoa
Em pureza a Trindade:
Pai, Filho, Espírito Santo!
E na graça deste encanto
Rege-se a nossa comunidade.

 

Em alas regressa a casa
Pelo caminho extravasa
Toda a fé e devoção;
Vai a banda a tocar
O Hino p’ra Deus louvar
Cumprindo a sua missão.

 

O sino e os foguetes
São verdadeiros lembretes
Da passagem do Divino;
Não há quem fique indiferente
Ao ver toda a nossa gente
Unida num só destino.

 

Igreja, Despensa e Império,
Cada um com seu mistério
No átrio da Divindade:
Benzer, dar e receber
Fazem todos perceber
O Amor pela caridade.

Há rosquilhas e alfenim
Símbolos de amor sem fim
Para serem arrematados:
Promessas feitas com fé
Um braço, uma mão ou pé
E animais que foram curados.

 

Entre trabalhos e orações
Também vem ocasiões
Entre verduras e montes:
Cestos de costas e sabão,
Baldes nalgum burro anão,
Alegres seguem p ’rás (5) Fontes.

 

Fonte de água cristalina
Ao subir uma colina
Com as pias de lavar;
Juntavam-se as lavadeiras
Fossem casadas ou solteiras
Com sua trouxa e a cantar.

 

Entre as rodas da alegria
E o lavadoiro da pia
Há roupa posta a corar;
Hoje temos a saudade
Ao lembrar dessa Trindade
Que hoje se está a recordar.

 

A Serreta vive a festa
E melhor honra lhe presta
Num olhar embevecido:
Viva, viva o Espírito Santo
Que nos dá sempre um tanto
De tudo o que é repartido.


Nota: Cinco quadros temáticos, em cortejo da antiga escola até ao Santuário, com faixas identificativas: (1) "Vinde Espírito Santo; (2) Reza do Terço; (3) Briança; (4) A Coroação; (5) As Fontes.

Angra do Heroísmo, 16 de setembro de 2013

Rosa Silva ("Azoriana")

Mais sobre mim

foto do autor

in DI Domingo. Foto de António Araújo

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

imagem do cabeçalho editada por DJDiniz

Livro de visitas
Guestbook

ir para / go to:

nota de abertura

Neste espaço residem pequenos fragmentos da alma serretense.
Um residente classificou-a como sendo fresca no clima e quente na hospitalidade. É, sem dúvida, uma freguesia fresca, pequena mas com uma grande alma.

É um "Cantinho do Céu", como a autora lhe chamou num dos seus artigos, já publicados no blog original "Azoriana / Açoriana".
Sob o pseudónimo de Cidália Miravento e na capa de "Azoriana", Rosa Silva vai reunindo coisas suas e de outros no intuito de divulgar a freguesia que lhe deu berço - SERRETA.

Bem-vindo à Serreta, a freguesia de Nossa Senhora dos Milagres, do concelho de Angra do Heroísmo, ilha Terceira - Açores.

Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

selo

Azoriana/Açoriana (II)
Azoriana/Açoriana (II)
@ 2006 - Código

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)